Cavalo de Ferro

  • Cavalo de Ferro
  • Cavalo de Ferro
  • Cavalo de Ferro
  • Cavalo de Ferro
Cavalo de Ferro
Ref.: 978-65-86329-12-4
R$ 52,00


CAVALO DE FERRO
ROMANCE DOCUMENTÁRIO 
 
“Cavalo de ferro é um potro acima de seu poder, 
que mesmo um homem gaúcho não doma. O bem querer, no entanto, prende o homem. Às vezes por um tempo que ultrapassa a existência.”
 
Assim é o conteúdo do Ebook 
 “ Cavalo de Ferro”
um Romance documentário de Ricardo P. Duarte  

Ficha técnica

Lançamento 06/2021
Título original Cavalo de Ferro
Tradução Sonali Bertuol
Formato 14 x 21 x 1,5 cm
Número de páginas 170
Peso 180 g
Acabamento Brochura
ISBN 978-65-86329-12-4
EAN 978-65-86329-12-4
Preço R$52,00

Ficha técnica e-book

eISBN 9788543107653
Preço R$ 24,99

Conteúdos especiais

Capa em 3D (.zip)
Capa em alta resolução (.png)
Capa web (.jpg)

Leia um trecho do livro

Tudo acontecia muito devagar quando se andava a cavalo. As notícias levavam semanas para chegarem através de um “próprio” com o recado entregue de própria boca, que muitos não sabiam ler e, muito menos, escrever as necessárias mensagens em cartas ou bilhetes. Não importava o tempo; o cavaleiro podia parar no caminho e trocar informações com outro viajante. As cortadas de estâncias, para atalhar campo, eram interrompidas para pedir a educada licença de passagem, e ninguém falava com gente das casas sem apear e saudar formalmente antes de anunciar o que desejava, o que muitas vezes significava tomar um mate ao iniciar uma conversa. Quando se andava a cavalo, sem a urgência que eventualmente exigia usar da espora, a viagem podia ser um deleite; maior, talvez, do que chegar ao destino.
Assim, de escoteiro com mensagem, chegou um dia Daniel à estância das terras da família Pio de Almeida a que chamaram Retiro por afastada do casco principal e poucas acomodações: uma casa de alvenaria muito antiga e pouco conservada, de três cômodos, no modelo desde sempre estabelecido pela arquitetura jesuítica que os sesmeiros encontraram no lugar – uma sala central com duas portas fronteiras à frente e ao fundo, ladeada por outras duas à esquerda e à direita -, coberta de telhas, com os cantos a quebrar os ventos, tendo ao longo da parede mais comprida do fundo um telhado escorrido servindo de varanda ampla. Numa das pontas da varanda um tapume abrigava o fogão tosco e ao longo da parede, de um lado e do outro da porta traseira de acesso ao aposento central, ganchos de ferro e de madeira de mato sustentavam cordas e peças de arreios. Do lado do fogão, mas fora da casa, uma pilha de lenha de mato com o picador, depois da qual havia alguns pés de laranjeiras e limoeiros, onde as galinhas pousavam, e algumas moitas de jujos ficavam a disposição de um chá para os achaques eventuais da gente que ali morava. À frente da casa, três angicos muito grandes, à sombra dos quais permanecia uma carroça descansando com os varais apontando para cima, uma zorra com o barril com a água potável de uma cacimba afastada, a pingar numa mancha de umidade marcada dos pés das aves domésticas, e um palanque onde sujeitar as montarias encilhadas; atrás, um açudezinho providenciado numa escassa depressão do terreno de uma coxilha de basalto para aguada das vacas mansas e de cavalos de encilha. A uma distância do acudezinho alcançada pelo sovéu uma grande pedra sogueira com uma argola amarrada segurava o cavalo para a recolhida dos demais. Afastada a um centenar de metros ao noroeste, uma mangueira quadrada de pedras para a lida com o gado, com uma única abertura fechada com a tranqueira de varas.

Foto Autor

Ricardo P. Duarte

 

Confira Também

  1. Nenhum produto disponível.
Cavalo de Ferro
Rated 5/5 based on 29 customer reviews
Ficha técnica Lançamento 10/06/2019 Título original Das Seelenleben der Tiere Tradução